A generosidade de um gigante

Inteligente, extremamente capaz, dotado de altruísmo e retidão de caráter exemplares e de admirável leveza de espírito: assim é Francisco Fernando de Morais Meneses Filho. Esses últimos meses de convivência com ele fizeram-me admirá-lo mais ainda porque, junto com Joaquim, passei a compartilhar um pouco da sua intimidade, acalentar sonhos e esperanças para um Ministério Público diferente. É um colega que pensa grande no aspecto coletivo e que certamente será um dos artífices de um futuro promissor para o Ministério Público do Maranhão. Abaixo, deixando para trás o capítulo acerca das eleições AMPEM/2011, publico texto por ele enviado para publicação no blog, permeado com a generosidade dos gigantes.

É hora de comemorar!

Por Francisco Fernando de Morais Meneses Filho

Toda empreitada que envolve aspirações nobres deve ser comemorada com desmesurada alegria, notadamente quando se assiste, radiante, ao êxito da jornada.

Há cerca de seis meses, quando fui convidado pelos então colegas (e hoje, irmãos) Joaquim e José Márcio, para candidatar-me ao Conselho Fiscal, fui tomado de surpresa. É que, conquanto admire e aplauda a genuína política, jamais imaginara concorrer a qualquer cargo na AMPEM. O excesso de trabalho na comarca, a distância da capital (Pastos Bons dista cerca de 550 Km de São Luís) e a necessidade de estar em Floriano-PI (a 650 Km da PGJ) com a família nos finais de semana eram fatores que emergiam como primeiros obstáculos. Não obstante isso, a empolgação dos companheiros e as maravilhas do mundo virtual permitiram-me aceitar o desafio e ingressar ativamente na campanha.

As ideias centrais de nossas propostas foram, rápida e quase intuitivamente, formadas e organizadas. Elas partiam de um desejo de dar uma contribuição nova ao Conselho Fiscal e, para tanto, deveríamos lançar três candidaturas desvinculadas de qualquer campanha para a diretoria. Não que a ligação a uma chapa impedisse um bom trabalho fiscalizador, mas é que uma autonomia, na origem, inauguraria uma postura nova na atividade desse importantíssimo órgão associativo. Além disso, outros posicionamentos de vanguarda se nos afiguraram importantes. Assim, impelidos pelas bandeiras da austeridade e da transparência, lançamo-nos na corrida pela proatividade do Conselho Fiscal.

A campanha foi maravilhosa, com grande apoio a nossas ideias. Ademais, tivemos, como nossos concorrentes, dois admiráveis amigos – Cláudio e Adélia.

Finda a eleição, só temos a comemorar (TODOS NÓS).

Após o exercício da democracia, e tendo à frente da disputa dois valorosos promotores, foi eleito José Augusto Cutrim.

No que tange ao Conselho Fiscal, Joaquim e José Márcio deles farão parte, assegurando a implementação de nossas bandeiras. Além disso, teremos aí um terceiro e maravilhoso integrante: Cláudio Rebelo –  esse amigo, a quem, há cerca de quatorze anos, admiro pela alegria, pela disponibilidade, pelo carisma e pela competência. Assim o digo porque, seja como ex-colega Delegado de Polícia, seja como contínuo espectador ministerial, conheço seu trabalho e sua incansável dedicação.

Aproveito o ensejo, para agradecer também à colega Adélia por ter abrilhantado a corrida por uma vaga ao Conselho Fiscal. E, PRINCIPALMENTE, AGRADEÇO MUITÍSSIMO, AOS CENTO E TRINTA E DOIS COLEGAS QUE EM MIM DEPOSITARAM A CONFIANÇA.

Não tenham dúvidas! É hora de comemorar! A AMPEM dá mais um passo democrático e o Conselho Fiscal caminha, mais fortemente, na busca de seu aprimoramento e de sua fortaleza institucionais.

Anúncios

Sobre José Márcio

Blog de José Márcio
Esse post foi publicado em Institucional, Maranhão e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para A generosidade de um gigante

  1. Sandro Lobato disse:

    Caros Amigos,

    É lendo textos como o do colega Francisco Fernando que volto a ter esperanças de dias melhores para o MP maranhense. Sua pena mostra o que deve ser um membro do MP: finda a eleição – qualquer que seja ela -, temos que desejar sorte aos eleitos – sejam quem forem – e apoia-los para que façam uma boa administração. Nada de revanchismos. Este, o verdadeiro membro do MP combate e não alimenta.
    Em um universo de bons candidatos, há sempre um bom que fica de fora. No entanto, o gigante não poderá mais adormecer em Pastos Bons. É hora de continuar a lutar. Tenho certeza que como suplente, Francisco Fernando dará sua contribuição. E outras eleições virão e os bons que hoje estão de fora, irão juntar-se a outros bons. Só assim haverá a (re)construção do MP maranhense.
    A eleição do conselho fiscal foi o primeiro passo, espero, para uma nova postura nas eleições do MP maranhense. A luta continua.
    Parabéns aos eleitos para a AMPEM e para o Conselho Fiscal.
    Parabéns aos que não foram eleitos pela postura.
    Parabéns a Francisco Fernando pela demonstração do que deve ser um membro do MP pós-eleição.

    Sandro Lobato

    Resposta: Sandro, não tenha dúvidas de que Fernando estará conosco durante todo esse biênio à frente do Conselho Fiscal da AMPEM, assim como todos os colegas que desejarem contribuir. Você é um deles!

  2. Joaquim Júnior disse:

    Francisco Fernando é a combinação perfeita entre competência, humildade e caráter. Um verdadeiro gigante.

    Joaquim Júnior

  3. Nahyma Abas disse:

    Francisco Fernando é “dez” mesmo. Suas declarações mostram quão grande é o seu desejo de contribuir com nossa instituição, apesar da distância. Penso que esse é só o primeiro passo. A expressiva votação dos colegas Joaquim, José Márcio e Fernando demonstrou o desejo de mudança, de novas cabeças e de novas propostas para a AMPEM, manifestado pela maioria dos associados.

  4. Sandro Bíscaro disse:

    Esta eleição me chamou atenção em dois pontos:
    O primeiro é que percebemos que a principal via de transformação é a política e, portato, temos que dela participar, e com propostas honestas, compromissadas apenas com a classe e a sociedade, não com resultados eleitorais. Ou se ganha com conteúdo, ou não se ganha.
    O segundo ponto consiste na adoção de comportamento maduro pós eleição. Acabou eleição, acabou qualquer disputa, e o futuro sucesso ou derrota não será dos que venceram ou perderam a eleição, mas da classe. Do contrário repetir-se-á o que mais se combateu. Isso não significa fugir dos enfrentamentos quando necessários e razoáveis.
    Conheço Cutrin e tenho absoluta convicção de que fará uma administração proba, eficiente e equilibrada.
    Agora, para mim, o grande lance da eleição mesmo, foi o lançamento dos líderes políticos embrionários Zé Márcio, Joaquim Jr e Francisco Fernando!
    Anotem esses nomes nas capas de suas bíblias.
    Salve, salve.
    Forte abraço.
    Sandro Bíscaro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s